“SEO para WordPress” O Guia definitivo para Rankiar Alto


WordPress é uma das melhores, se não a melhor plataforma para trabalhar com SEO. Por isso gastar tempo em SEO para WordPress pode parecer uma perda de tempo, mas definitivamente não é.

Ao Otimizar o seu site com as dicas nesse artigo, vai lhe ajudar no posicionamento e também a um melhor desempenho diante de Google e assim conseguir mais Subscribers.

Como temos uma visão muito holística sobre SEO, oque significa que SEO deve ser relacionado em todos os aspectos do seu projeto, fiz um artigo que abrange bastante sobre ele e portanto, é uma leitura um pocuo longa. Confira o Índice :

Atualizações em Artigos com SEO para WordPress

Este artigo foi atualizado com as melhores práticas de SEO para WordPress desde o início de 2008 e o lançamento da versão 2.5 do WordPress.

O objetivo desse artigo é te entregar todo tipo de Informação resumido em um conteúdo para que você possa ter tudo entregado em seu projeto, ou seja : o último artigo de SEO para WordPress à ser lido.

Um dos fatores de um bom Rankiamento é uma analize OnPage, como o Plugin Yoast SEO, que no momento é das melhores Ferramentas de SEO OnPage que existe. Este Plugin Yoast SEO é muito estável e pronto para usar e este artigo agora assume que você esta usando.

Se você esta usando um outro Plugin de SEO como All in One SEO pack ou Ultimate SEO, mas gostaria de mudar e usar a versão gratuita do Plugin Yoast SEO, você encontra aqui.

Seu site Precisa de Revisão ?

Se você precisa de um olhar externo para Melhor visualizção do seu site, você pode considerar a revisão de um Template Otimizado para dispositivos móveis.

Os resultados deste template contêm uma completa Otimização de melhorias para o seu site, abrangendo descobertas para um bom posicionamento, como SEO para Usabilidade para Velocidade do Site e muito mais. A partir de apenas ver Template Centive Avante.

Índice

  1. O Guia Definitivo para Rankiar Alto com SEO para WordPress
  2. SEO Básico para WordPress
  3. URLs
  4. Estrutura do Link Permanente
  5. WWW vs sem-WWW
  6. Palavras Paradas
  7. Certificado SSL ou Sem Certificado SSL
  8. Otimização do Título para SEO
  9. Controlando os Títulos com o Plugin Yoast SEO
  10. Otimização OnPage
  11. Otimizar Meta-Descrição
  12. Otimizando Imagens
  13. XML sitemap
  14. Template Otimizado para dispositivos Móveis
  15. Breadcrumbs
  16. Cabeçalhos
  17. Limpe seu código
  18. Pretender velocidade
  19. Repensar essa barra lateral
  20. Sitemaps HTML
  21. SEO para WordPress Avançado e Conteúdo Duplicado
  22. Noindex
  23. Desativar arquivos desnecessários
  24. Paginação
  25. Canonical
  26. A Estrutura de um site para Rankiar Alto
  27. Páginas ao Invés de Posts
  28. Vinho novo em uma garrafa velha
  29. Linkagem para posts relacionados
  30. Pega leve nas Tags
  31. Otimização para Conversão
  32. Otimização nos comentários
  33. Fazer com que as Pessoas comentem
  34. Ter relacionamento com os usuários
  35. Manter as conversas com os usuários
  36. SEO OFF PAGE
  37. Acompanhe seus comentáristas
  38. Use o Twitter
  39. Encontre blogs relacionados e trabalhe-os
  40. Medindo resultados
  41. Conclusões sobre SEO WordPress

SEO básico para WordPress

Fora da caixa, WordPress é um sistema muito bem otimizado e faz um trabalho muito melhor ao permitir que cada página seja indexada do que qualquer outro CMS que usamos. Mas existem algumas coisas que você deveria fazer para tornar ainda mais fácil trabalhar.

URLs

As URLs são uma forma extra de se preparar um site antes de escolher uma Longa e grande URL, por isso defeni seu nicho e aprenda algumas técnicas para escolher uma URL agradável tanto ao Google quanto ao usuário.

Estrutura do Link Permanente

A primeira coisa a mudar é seu Link Permanente. Onde você vai encontrar em configurações Links Permanentes. O padrão é ?p=<postid>, mas prefiro usar /post-name/ ou /category/post-name/. Para a primeira opção você altera pra /%postname%/ :

SEO para WordPress

Para categoria, você seleciona “Estrutura Personalizada” e altera o valor para /% category% /% postname% /. Se você já tinha? P = <postid> como seu permalink WordPress irá cuidar de todos os redirecionamentos para você. Isso também é verdadeiro se você mudar de /% postname% / para /% category% /% postname% /.

www vs sem-www

Você precisa começar a pensar no que você quer que seu site apareça, como :

www.dominio.com.br ou simples dominio.com.br ; por isso certifique-se que em Configurações -> Geral = a versão com ou sem WWW esteja conforme você deseja mostrar.

SEO para WordPress

Você também deve corrigir no Google Search Console, certifique-se que esta conforme você queira configurar, você encontra em Configurações -> Configurações de site :

SEO para WordPress

Onde você escolhe :

SEO para WordPress

Palavras Paradas

A última coisa que você quer fazer sobre seus Links Permanentes para aumentar seu rankiamento, é remover as chamadas “palavrasparadas”. Palavras como “a”, “e”, “etc.”.

A partir da versão 1.1.6, o Plug-in Yoast SEO remove automaticamente as palavras paradas de suas lesmas uma vez que você salve uma postagem, então você não receberá essas URL longas feias quando você faz um título de estilo de frase.

Isso não é algo que você queira mudar na hora que os posts já estiverem publicados, se houver algum link para ele, tente não mudar o Link permanente e se você mudar, certifique-se que o post esta corretamente redirecionado da velha URL para a nova.

Certificado SSL ou Sem Certificado SSL

Em 2014, o Google anúnciou que daria uma melhor classificação para os sites https:// do que http://. Devido a isso muitos sites tem mudado para https://. Isso também pode ser uma boa idéia para você, se quiser ter um melhor rankiamento e mais segurança no seu projeto.

Otimização do Título para SEO

Os títulos, os conteúdos da tag das suas páginas <title>, é um dos mais importantes fatores de rankiamento nos resultados de busca, não é apenas o título literal da guia ou da janela do navegador, mas também é a primeira linha que as pessoas veêm nos resultados, junto com a URL (Ou o breadcrumb) e o snippet, normalmente a meta descrição combinada com uma data:

SEO para WordPress

Em muitos blogs, o título das postagens do blog ainda é “Título do blog” Arquivo do blog “Palavra chave rica “título da publicação” ou “Título do blog” Palavra chave rica título “. Para ter o tráfego necessário para seu site WordPress é preciso seguir outro caminho, por exemplo :

  • Os motores de busca ponham muito peso nas primeiras palavras, ou seja, se sua KeyWord esta no começo do Título da sua página, você tem mais chance de Rankiar Alto.
  • As pessoas veêm as primeiras palavras do título. Se sua KeyWord estiver no começo é outra chance de haver mais cliques.

 

Controlando os Títulos com o Plugin Yoast SEO

Você já sabia que com o Plugin Yoast SEO, você consegue controlar seus títulos apenas  com 2 Passos ?

  1. O Primeira de Tudo é, após Instalar e Ativar o Plugin, você recebe no admin uma seção de SEO onde consegue navegar pra SEO → Títulos & Metas e você verá um monte de guias para diferentes tipos de páginas no seu site.
  2. Segundo, para cada tipo de página e taxonomia você consegue definir o chamado Modelo de título (assim como os modelos de meta-descrição, mas nós chegaremos a esses mais tarde).

Para postagens em nosso site, isso se parece com isso :

 SEO para WordPress

Existem muitas váriações que se usa-se nos títulos e nas metas descrições. Eles listadas e explicadas na guia de ajuda no canto superior direito da página.

Certifique-se de verificar se o modelo realmente funciona e que você não está obtendo um título de site duplicado, por exemplo.

Se for esse o caso, talvez seja necessário verificar a caixa de seleção “Force reescrever” na mesma página.

Para outras páginas nós temos as seguintas configurações :

  • Categorias, Tags e outras taxonomias : %%term_title%% %%sep%% Arquivos %%página%% %%sitename%%
  • Páginas de pesquisa : você procura por  %% frase de pesquisa %% %% sep %% %% sitename %%
  • Páginas erro 404:Página não encontrada – Erro404 %%sep%% %%sitename%%
  • Arquivos do autor : %%nome%% %%sep%% Autor em %%sitename%%

Existem outros recursos legais, por exemplo: você consegue usar %% cf_ <nome do campo personalizado> %% para usar um campo personalizado, isso pode ser um campo personalizado de publicação, às vezes conhecido como valor de meta de publicação ou um valor de meta de usuário .

Neste caso particular, é o “papel” personalizado que usa-se para armazenar o papel de um usuário dentro da empresa.

O código de modelo %% sep %% é substituído pelo separador que você selecionou na primeira guia :

Plataforma WordPress

Otimização OnPage

Então agora que temos um Tema Otimizado, nós podemos otimizar páginas e posts individualmente. Por isso nós usamos uma pré-vizualização adicionado pelo Plugin Yoast SEO :

Dicas de SEODicas de SEO

 

Esta pré-visualização leva automaticamente os valores que você já preencheu no seu artigo e aplica-os ao seu modelo, mas você também pode substituir o título completamente usando o campo de título abaixo:

Algumas coisas importantes que devem seguir nos títulos :

  • Sempre devem conter sua marca, no final do título, assim as pessoas te reconhecem em pesquisas consecutivas.
  • Eles também devem conter a Palavra Chave que é mais importante para aquele post que você esta construindo, chamada de Palavra chave em foco, a palavra cgave em foco deve estar preferencialmente no comoço do título
  • O resto do título faça um chama de atenção para atrair pessoas para clicar no seus títulos.

Otimizar Meta-Descrição

Agora que temos títulos adequados, devemos começar a nos concentrar em Meta descrições. A meta descrição pode ser usada pelos mecanismos de pesquisa para mostrar no trecho, é o pequeno texto mostrado abaixo do URL.

A meta-descrição geralmente é usada somente quando contém a palavra-chave que o pesquisador estava procurando. Alguns plugins usam as chamadas “descrições automatizadas”.

Eles usam a primeira frase de uma postagem para preencher a meta-descrição por padrão. Isso não é muito inteligente. Essa primeira frase pode ser uma frase introdutória que quase não tem nada a ver com o assunto.

Assim, a única descrição bem escrita é escrita à mão, e se você está pensando em gerar automaticamente a meta-descrição, você também não pode fazer nada e deixar o mecanismo de pesquisa controlar o snippet.

Se você não usar Meta descrição, o mecanismo de busca localizará a palavra-chave procurada no seu documento e automaticamente escolherá uma string em torno disso.

Oque lhe dá uma ou duas palavras em negrito na página de resultados, gerar automaticamente um snippet é um “atalho”, e não há atalhos reais no (WordPress) SEO (nenhum que funcione de qualquer maneira).

Então, use o campo de descrição de meta que você encontra no plugin Yoast SEO para escrever uma descrição de meta.

Certifique-se de que o leitor faça clicar e certifique-se de que contém a palavra-chave de foco de sua postagem ou página pelo menos uma vez.

Otimizando Imagens

Uma das partes que você pode esquecer na hora de construir um Post, é as imagens. Um verdadeiro SEO para WordPress é como você lida com suas imagens.

Ao fazer coisas como escrever boas tags alt para imagens e pensar em como você nomeia os arquivos, você pode obter um pouco de tráfego extra dos diferentes motores de busca de imagens.

Ao lado disso, você está ajudando seus leitores menos capazes que verificam seu site em um leitor de tela, para entender o que de outra forma está escondido para eles.

Usar os atributos alt adequados para imagens também é algo que está marcado na funcionalidade Análise de página do nosso plug-in Yoast SEO.

XML sitemap

Para contar pro Google que seu site foi atualizado, você pode usar o XML Sitemap, com o Plugin Yoast SEO você configura-o, para isso pra gerar o sitemap do seu site, é necessário ir em Configurações -> XML SiteMap e ativa-o, se é que já não esta ativado :

Top Dicas de SEO

Na hora que clicar em salvar, ele te dará algumas opções, mas você não precisa mexer em mais nada. O próprio plugin gera um XML SiteMap para todas as suas páginas e posts, tipos de postagem personalizados e todas as suas taxonomias, como categorias e tags e (se aplicável) outras taxonomias personalizadas.

Quando você publica um Post, o XMl sitemap é automáticamente criado pro Google & Bing permitindo a eles que encontre seu conteúdo rapidamente e com mais facilidade.

Além de outros Plugins que fazem o XML sitemap, o Yoast SEO não gera um arquivo estático, que é um processo muito intensivo, especialmente para sites grandes.

Isso significa que não há “ação” na publicação, o que retarda a publicação da publicação. Em vez disso, ele gera sitemaps XML como um tipo de modelo usando reescritas do WordPress, que é muito mais rápido, ao mesmo tempo que permite que o cache de plugins seja o cache da saída.

Também é inteligente sobre dividir esses sites em pedaços menores, então o Google só precisa buscar um novo “sub” site-site XML quando uma publicação é publicada, porque os outros sitesmaps não foram alterados, usando as opções modificadas na data.

A partir de uma perspectiva de SEO, é melhor do que a maioria dos outros, porque também inclui as imagens em cada publicação, o que faz com que suas imagens se classem (melhor) na Pesquisa de imagens do Google.

Ele também se integra com o resto do plug-in de SEO, o que significa que uma publicação não indexada é automaticamente deixada fora do sitemap XML, com a opção de “forçá-la”.

Template Otimizado para dispositivos Móveis

Breadcrumbs

Se você quer adicionar breadcrumbs a suas postagens e páginas únicas. “Breadcrumbs são os links, geralmente acima do título, que se parecem com “Home> Articles> WordPress SEO”. Eles são bons para duas coisas:

  • Eles permitem que seus usuários navegem facilmente em seu site.
  • Eles permitem que os mecanismos de busca saiba a estrutura do seu site mais facilmente.

Esses trilhos devem vincular de volta para a página inicial e a categoria na qual a publicação está inserida. Se a publicação estiver em várias categorias, escolha uma.

Para que isso funcione, adapte single.php e page.php no seu tema e use o breadcrumbs do plug-in SEO Yoast. Você encontra as configurações para a navegação na página SEO → Configurações de Links Internos.

Embora a maioria dos temas para o WordPress tenha esse direito, verifique se o título da postagem é um <h1>, e nada mais.

O nome do seu blog deve ser apenas um <h1> na sua página inicial, e em páginas individuais, posteriores e de categoria, não deve ser mais do que um <h3>. Sua barra lateral não deve ser amassada com <h2> e <h3> ou seja, etc.

Estes são fáceis de editar nos modelos post.php e page.php. Para saber mais sobre por que os títulos apropriados são importantes, leia este artigo sobre o HTML semântico e o SEO e nosso artigo sobre a Estrutura do título para o seu Blog (do qual muito se aplica aos sites não WordPress WordPress).

Cabeçalhos

Embora a maioria dos temas para o WordPress tenha esse direito, verifique se o título da postagem é um <h1>, e nada mais.

O nome do seu blog deve ser apenas um <h1> na sua página inicial, e em páginas individuais, posteriores e de categoria, não deve ser mais do que um <h3>. Sua barra lateral não deve ser amassada com <h2> e <h3> ou seja, etc.

Estes são fáceis de editar nos modelos post.php e page.php. Para saber mais sobre por que os títulos apropriados são importantes, leia este artigo sobre o HTML semântico e o SEO e nosso artigo sobre a Estrutura do título para o seu Blog (do qual muito se aplica aos sites não WordPress WordPress).

Limpe seu código

Tudo o que javascript e CSS você pode ter em seus arquivos de modelo, mova isso para arquivos javascripts e css externos e mantenha seus modelos limpos, pois eles não estão fazendo o seu WordPress SEO qualquer coisa boa.

Isso garante que seus usuários possam armazenar esses arquivos na primeira carga, e os mecanismos de pesquisa não precisam baixá-los na maioria das vezes.

Pretender velocidade

Um fator muito importante em quantas páginas um motor de busca aranha em seu blog a cada dia, é a rapidez com que seu blog carrega. Você pode fazer três coisas para aumentar a velocidade do seu WordPress.

  • Otimize o modelo para fazer uma pequena quantidade de chamadas de banco de dados, conforme necessário.
  • Instale um plugin de cache. Recomendamos que você use W3 Total Cache se você estiver tecnicamente habilidoso ou WP Super Cache se não estiver.
  • W3 Total Cache funciona ainda mais mágico quando combinado com um CDN como o MaxCDN.
  • Além disso, esteja ciente de que o pagamento insuficiente para hospedagem, não é sábio. Se você realmente quer ter sucesso com suas ações de ligação-isca e deseja que seu blog mantenha cargas elevadas, vá para um bom pacote de hospedagem.

Repensar essa barra lateral

Você realmente precisa se conectar a todos os seus amigos em seu site do blogroll wide? Ou talvez seja mais sensato fazer isso na sua página inicial?

O Google e outros motores de busca atualmente reduzem fortemente os links do site, de modo que você realmente não está fazendo seus amigos mais favorecendo dando-lhe o link do site, nem você está se ajudando:

Você está permitindo que seus visitantes saem do seu Site em todos os lugares, quando você realmente quer que eles possam navegar em torno de um pouco.

O mesmo vale para os motores de busca: em páginas de publicação única, esses links não estão necessariamente relacionados ao tópico em questão, e, portanto, não estão ajudando você.

Assim: se livrar deles. Provavelmente há mais widgets como esses que só fazem sentido na página inicial, e outros que você só deseja nas subpáginas.

Algum dia você provavelmente poderá mudar isso dentro do WordPress, agora ele obriga você a usar duas barras laterais, uma na página inicial e uma nas subpáginas, ou escreva plugins específicos.

Sitemaps HTML

Para alguns sites, um sitemap HTML pode ser absurdo, especialmente quando o seu site é realmente um blog, para mais sites de tipo corporativo com vários níveis de páginas, um Sitemap HTML pode realmente ser muito benéfico para usuários e motores de busca.

SEO para WordPress Avançado e Conteúdo Duplicado

Depois de ter feito todas as coisas básicas, você encontrará que o resto dos problemas equivale a uma coisa simples: conteúdo duplicado. Muito, na verdade. Fora da caixa, o WordPress vem com alguns tipos diferentes de taxonomia:

  • Baseado na data
  • Baseado em categoria
  • Baseado em etiquetas

Ao lado disso, parece pensar que você realmente precisa poder clicar de uma página para outra, começando na primeira página, de volta ao primeiro post que você já fez.

Por último, mas não menos importante, cada autor também possui seu próprio arquivo, sob / autor / <nome do autor> /, resultando em conteúdo completamente duplicado em blogs de autor único.

Em essência, isso significa que, o pior caso, uma publicação está disponível em 5 páginas fora da única página, onde deve estar disponível.

Nós vamos nos livrar de todos esses conjuntos de conteúdo duplicados, permitindo que eles sejam spidered, mas não indexados, e corrigindo os problemas de paginação que acompanham essas coisas.

Noindex

Usando o plug-in Yoast SEO, certifique-se de evitar indexação (ou mesmo existência) de páginas de arquivo que não se aplicam ao seu site.

Você faz isso sob SEO → Títulos e Metas, onde você encontrará as seguintes opções na guia “Arquivos”:

SEO para WordPress

As configurações acima são as configurações do meu site. Como você pode ver, desativamos completamente os arquivos baseados em data, pois não os usamos.

Qualquer link baseado em data redirecionará para nossa página inicial por causa desta configuração. Nós deixamos os arquivos do autor intactos, mas definimos as subpáginas desses arquivos para serem exclusivos, seguimos por padrão.

Então você nunca pousará na página 2 de um arquivo no nosso site a partir dos mecanismos de busca (altere isso em SEO → Títulos e Metas → Outro guia):

SEO para WordPress

 

Em sites menores, pode fazer sentido não incluir a categoria ou a estrutura da tag, mas, por experiência, as pessoas que estão no awp-admin fazem poucas ou nenhuma mudança.

Existe um tipo de arquivo que é noindex, siga por padrão também no plugin Yoast SEO: as páginas dos resultados da pesquisa.

Esta é uma prática recomendada do Google para o qual uma configuração é deixada de fora, como você deveria simplesmente ter isso de qualquer maneira.

Muito mudou na forma como o Google lida com arquivos paginados recentemente quando apresentaram o suporte para links rel = “next” e rel = “prev”.

O que é um pouco técnico demais para listar completamente aqui, mas basta dizer que o nosso plug-in Yoast SEO cuida de todas as mudanças necessárias Automaticamente.

Desativar arquivos desnecessários

Se o seu blog é um blog de 1 autor, ou você não acha que precisa de arquivos do autor, use o WordPress SEO para desativar os arquivos do autor. Além disso, se você não achar que precisa de um arquivo baseado em data: desative-o como também.

Mesmo que você não esteja usando esses arquivos em seu modelo, alguém pode ligar para eles e, assim, quebrar seu WordPress SEO …

Paginação

Em terceiro lugar, você quer se certificar de que, se um bot for para uma página de categoria, ele pode alcançar todas as páginas subjacentes sem problemas.

Caso contrário, se você tiver muitas postagens em uma categoria, um bot pode ter que voltar 10 páginas antes de poder encontrar o link para uma das suas incríveis publicações anteriores.

Há uma solução fácil, de fato, existem vários plugins que lidam com isso. Um deles, de longe, é WP-PageNavi, mantido pela Scribu, um dos melhores desenvolvedores do WordPress.

Se você tem o Genesis Theme, você pode simplesmente ativar a navegação numérica em Configurações do tema → Arquivos de conteúdo.

Canonical

Em fevereiro de 2009, os principais motores de busca apresentaram o elemento rel = “canônico”. Este é outro utilitário para ajudar a lutar contra o conteúdo duplicado.

O WordPress possui suporte incorporado para elementos de links canônicos em postagens e páginas únicas, mas tem alguns erros leves nisso. Não produz links canônicos em nenhuma outra página.

Com o plug-in Yoast SEO ativado, você obtém automaticamente elementos de link canônicos para cada tipo de página no WordPress.

A Estrutura de um site para Rankiar Alto

Os blogs são desenvolvidos tão facilmente devido à sua estrutura de categorias, tags, etc.: todos os artigos estão bem vinculados e, geralmente, a marcação é agradável e limpa.

No entanto, tudo isso vem a um preço: sua força de classificação é diluída. Eles são diluídos por uma coisa simples: comentários.

Páginas ao Invés de Posts

Você provavelmente já notou, ou você está vendo agora, que esta postagem de SEO para WordPress  não é realmente uma publicação. É uma página. Por quê? Bem, por várias razões.

  1. Em primeiro lugar, este artigo precisava ser uma página “filha” da nossa página do WordPress, para estar no lugar correto neste blog.
  2. Em segundo lugar, para classificar o termo [SEO para WordPress], este artigo deve ter a densidade de palavras-chave corretas. E é aí que as coisas correm errado. Os comentários destroem sua densidade de palavras-chave cuidadosamente construída.

É por isso que decidimos fazer os artigos mais importantes em páginas. Dessa forma, você pode atualizá-los facilmente e fazer uma nova postagem sobre o que você mudou.

Vinho novo em uma garrafa velha

Se uma postagem em seu blog se tornar incrivelmente popular e começa a classificar para uma boa palavra-chave, como esta fez para o SEO para WordPress, você poderia fazer o seguinte:

  • Crie uma nova página com conteúdo atualizado e aprimorado
  • Altere o slug da postagem anterior para post-name-original
  • Publique a nova página no URL da publicação anterior ou redirecione o URL da publicação antiga para o novo URL
  • Envie um e-mail a todos que ligaram para sua postagem anterior que você atualizou e melhorou em sua postagem anterior
  • Aguarde até que os links entrem, novamente;

Rank ainda maior para o seu termo desejado como você já obteve :

  • Mais controle sobre a densidade de palavras-chave
  • Ainda mais links apontando para o artigo
  • A capacidade de manter a atualização do artigo como você vê para aprimorar seu conteúdo e classificação

Alguns dentre vocês dirão: eu poderia ter redirecionado o antigo post para o novo com o mesmo efeito. Verdade.

Exceto: você perderia os comentários na postagem antiga, o que é, em minha opinião, um sinal de desrespeito às pessoas que tomaram o tempo para comentar, e 301 redirecionamentos demoram um pouco de tempo às vezes.

Claro que você deve tratar esta técnica com cuidado e não abusar dela para classificar outros produtos, mas achamos que isso pode ser feito em todos os benefícios.

Por exemplo, este artigo: se você veio aqui através de um site de redes sociais como o Facebook, esperando um artigo sobre de SEO para WordPress, é exatamente isso que você obteve!

Linkagem para posts relacionados

Uma maneira de obter os mecanismos de pesquisa para chegar ao seu conteúdo mais antigo um pouco mais fácil, aumentando assim suas capacidades de SEO para WordPress, é usando um plugin de posts relacionados.

Esses plugins pesquisam através do banco de dados de postagens para encontrar postagens com o mesmo assunto e adicione links para essas postagens.

Existem alguns plugins de posts relacionados, mas o melhor é ficar com o código personalizado no tema. Uma boa alternativa é um plugin que permite selecionar manualmente postagens relacionadas, como esta.

Isso pode custar um pouco mais de tempo antes de você acessar a publicação, mas pode muito bem valer a pena.

Há também muitos plugins que irão ligar automaticamente determinadas palavras-chave a determinadas postagens. Nós não gostamos disso, pois achamos que isso parece muito spam.

Pega leve nas Tags

Um dos problemas mais comuns que são encontrados nos sites é o uso excessivo de tags. Note-se que uma etiqueta em si não melhora o seu SEO.

A única maneira que melhora o seu SEO é relacionando um pedaço de conteúdo com outro e, mais especificamente, um grupo de postagens entre si.

Otimização para Conversão

Faça com que seus leitores se inscrevam!

Muitos blogueiros ainda pensam que, porque seu blog é um blog, eles não precisam otimizar nada. Errado. Para que as pessoas liguem a você, eles devem ler seu blog.

E o que você acha que é mais fácil: conseguir alguém que já esteja visitando o seu blog para visitar regularmente e, em seguida, vincular seu blog, ou conseguir alguém que visite seu blog pela primeira vez para se conectar ao seu blog imediatamente? Certo.

Uma das coisas que é muito importante, e mais blogueiros parecem ter encontrado isso, é que um botão de inscrição RSS é muito importante, assim como oferecer uma maneira de se inscrever por e-mail.

Existem opções semanais de subscrição de e-mail, usando o MailChimp, e as pessoas tendem a clicar sobre as mais.

Outra coisa a ser muito consciente é quando as pessoas podem querer se inscrever no seu blog. Se eles acabaram de ler um artigo seu e gostaram muito, esse seria o momento ideal para alcançá-los, certo?

É por isso que mais e mais pessoas estão adicionando linhas como essa até o final de suas postagens: “Gostei dessa postagem? Inscreva-se no nosso boletim informativo e obtenha mais cargas! ”

Outra ótima ocasião para que as pessoas se inscrevam é quando as pessoas acabaram de comentar seu blog pela primeira vez, para o qual usamos nosso próprio complemento de redirecionamento de comentários. O que nos leva ao próximo aspecto principal do SEO para WordPress :

Otimização nos comentários

Envolva os leitores a comentar

Os comentários são um dos aspectos mais importantes dos blogs. Como afirma a Wikipedia:

A capacidade de os leitores deixarem os comentários em um formato interativo é uma parte importante de muitos blogs.

Os comentários não são apenas agradáveis, porque as pessoas lhe dizem o quão especial você é, ou que cometeu um erro, ou qualquer outra coisa que eles tenham para lhe dizer.

Acima de tudo, eles são agradáveis, porque eles mostram compromisso. E o engajamento é um dos fatores mais importantes para que as pessoas liguem para você:

Eles mostram que eles se importam, e eles abrem a conversa, agora tudo o que você precisa é responder e você começa já construindo um relacionamento!

 

Fazer com que as Pessoas comentem

A maneira mais fácil de fazer com que as pessoas façam qualquer coisa é: pedir-lhes para fazê-lo. Escreva com um estilo atrativo e, em seguida, pergunte aos leitores do seu blog para uma opinião, sua opinião sobre a história, etc.

Outra coisa importante é o seu comentário. O seu link de comentário “Sem comentários” “? Ou é “Ainda não há comentários, seus comentários são bem-vindos” “? Sinta a diferença? Você pode alterar isso abrindo o modelo index.php, procure por comments_popup_link () e altere os textos dentro dessa função.

 

Ter relacionamento com os usuários

Outra coisa a fazer é agradecer as pessoas quando comentaram em seu weblog. Não todas as vezes, porque isso é irritante, mas fazer a primeira vez é uma boa idéia.

Justin Shattuck pensou o mesmo e criou o plugin Comment Relish que envia um email depois que alguém fez seu primeiro comentário, infelizmente, esse plugin não é mais mantido.

Outra opção, que é mantida e também é um pouco menos intrusiva / spam, é instalar o plugin de redirecionamento de comentários.

Este plugin permite que você redirecione as pessoas que fizeram seu primeiro comentário para uma página específica de “obrigado”.

 

Manter as conversas com os usuários

Agora que as pessoas se juntaram à conversa em seu blog, você deve se certificar de que eles permanecem na conversa.

É por isso que você deve instalar o plug-in de inscrição para comentários, que permite que as pessoas se inscrevam em um tópico de comentários exatamente como fariam em um fórum, e enviou-lhes um e-mail para cada novo comentário.

Desta forma, você pode manter a conversa em andamento, e talvez seus leitores estejam dando novos ângulos para novas postagens.

 

SEO OFF PAGE

Se você seguiu todos os conselhos de WordPress SEO acima, você tem uma grande chance de se tornar bem sucedida, tanto como blogueiro quanto nos motores de busca. Agora, o último passo parece fácil, mas não é. Vá lá e converse com pessoas online.

Acompanhe seus comentáristas

Houve um movimento na internet há algum tempo que é chamado de “Você comentou – eu sigo”. Eles querem que você remova a tag nofollow de seus comentários para “recompensar” seus visitantes.

Agora, pode se concordar com isto, mas … Isso ganha um monte de spam uma vez que seu blog WordPress se transforma em um blog bem classificado .

O que que tem que ser defendido, porém, é que você realmente acompanha seus visitantes! Ir para seus sites, e deixar um comentário em um de seus artigos, um comentário bom e perspicaz, então eles te respeitam ainda mais.

Se você acha que é um monte de trabalho, perceba que, em média, cerca de 1% dos visitantes deixarão um comentário. Esse é um grupo de pessoas que você precisa cuidar!

 Use o Twitter

O Twitter é uma forma legal de microblogging / bate-papo / o que quer que você queira chamar. Quase todas as pessoas “legais” estão lá, e eles lêem seus tweets com mais freqüência do que eles lêem seu e-mail, se você soubesse como alcançá-los por e-mail.

Para inicializar, se você usa o WordTwit ou as Ferramentas do Twitter, todas as suas postagens podem ser anunciadas no Twitter, o que normalmente irá levantar alguns leitores iniciais!

As pessoas irão sentir-se ainda mais felizes em comentar no Twitter, o que pode levá-lo a uma conversa ou a uma conversa extra.

Encontre blogs relacionados e trabalhe-os

Se você quer classificar por determinadas palavras-chave, vá para o Google e veja quais os blogs classificados no top 10 para essas palavras-chave.

Leia esses blogs, comece a publicar comentários perspicazes, acompanhe suas postagens fazendo uma postagem em seu próprio blog e ligue para elas: comunique-se! A única maneira de obter os links que você precisa classificar é fazer parte da comunidade.

Medindo resultados

Se você quer classificar por determinadas palavras-chave, vá para o Google e veja quais os blogs classificados no top 10 para essas palavras-chave.

Leia esses blogs, comece a publicar comentários perspicazes, acompanhe suas postagens fazendo uma postagem em seu próprio blog e ligue para elas: comunique-se! A única maneira de obter os links que você precisa classificar é fazer parte da comunidade.

8 Medindo resultados

Uma boa campanha de SEO depende não só de implementar mudanças, mas também de medir o impacto dessas mudanças, ver o que funciona e fazer mais disso.

Dois grandes pacotes do Google Analytics para medir os resultados são o Google Analytics e o GetClicky. Os plugins úteis para esses pacotes analíticos são MonsterInsights e o plugin Clicky.

Você também pode medir os resultados ao rastrear classificações, o problema com o rastreamento de classificação é que é difícil determinar os rankings “reais” por causa de resultados de pesquisa personalizados e localizados. Realmente o melhor resultado de ser ótimo no WordPress SEO é obter mais tráfego.

Outra excelente fonte de dados é o Google Search Console. Um dos truques relativamente simples que sempre damos às pessoas é o seguinte:

  • Entre no Search Console;
  • Vá para “Seu site na web”, depois “Consultar consultas”.
  • Clique em “Baixar esta tabela”.
  • Abra o arquivo CSV que você obtém no Excel.
  • Substitua todas as instâncias de “<10” na coluna de cliques com 9.
  • Selecione a primeira linha inteira e clique no botão do filtro, geralmente o ícone é um funil:
    Ícone do filtro
  • Para a coluna de posição média, escolha “maior que 5”, classifique Ascendente.
  • Em seguida, para a coluna “Cliques”, classifique Descendente.

Agora você tem as palavras-chave nas quais as pessoas estão encontrando nas páginas de resultados onde você classifica abaixo # 6 O fato de que eles clicaram no seu resultado prova que eles acharam seu resultado interessante:

Veja se você pode otimizar qualquer um desses termos para que você classifique Maior do que uma classificação média 6:

Use a Análise de Páginas no plugin de SEO para melhorar a página, melhorar a cópia, pedir aos outros que liguem a você, etc.

Conclusões sobre SEO WordPress

Este guia oferece muitas coisas que você pode fazer no seu site WordPress. Vai de dicas técnicas, dicas de conversão, dicas de conteúdo, dicas de conversação e muito mais.

Ainda há uma chance: se quiser classificar por termos altamente competitivos, você terá que realmente fazer a maior parte e criar um conteúdo excelente e convincente no processo.

[recent_posts style=”11″ rows=”four” title = “Posts Relacionados” text_excerpt=”Y” mode=”most_recent_posts” posts_num=”4″ selectable_posts=”” text_color=”undefined” hide_author=”” ][/recent_posts]

 

100% seguro